EBD

O Ensino Bíblico Gravuras

CURSO BÍBLICO: RENOVANDO A MENTE

Prof. Eliseu Pereira (eliseugp@yahoo.com.br)

 

LIÇÃO 7 – RENOVAÇÃO DA MENTE

ORDEM POSITIVA (Rm 12.2)

 

[1]          INTRODUÇÃO

a.      Vontade de Deus: boa, agradável e perfeita.

               i.Suponha que seu pai tem um plano claro sobre sua vida, carreira, enfim, seu futuro. Como você tomou conhecimento da vontade dele a seu respeito? Como você avaliou este plano? O que seria necessário para experimentar, de fato, a vontade dele em sua vida?

             ii.Resposta: é necessário conhecer o seu pai, confiar nele, considerar sua vontade e, caso decida acatar, é necessário renunciar a sua própria vontade e sujeitar-se ou adotar aquele plano para sua vida.

           iii.Conclusão: neste sentido, você poderá dizer que não apenas conhece o plano de seu, mas que, de fato o experimenta em sua vida. Experimentar a vontade de Deus é o fim de um processo que começa com a misericórdia dele tocando sua vida e com sua resposta a ele.

 

[2]          REVISÃO - ANÁLISE DE TERMOS

a.      não conformar (suschematizo): instável, transitório, mutável, superficial; aparência; usada em 1Co 7.31 — “aparência do mundo passa”; forma de vida e ações da humanidade em geral; usado também em Fp 2.8 — “figura humana”.

b.      transformar (metamorphoo): em relação à forma do mundo;

c.      conformar (summorpho): em relação à imagem do Filho (Rm 8.29): estável, completo, durável;

d.      formar (morphe): natureza, essência; “forma de Deus” e “forma de servo” (Fp 2.6,7); usado em Gl 4.19 “até ser Cristo formado em vós”; conformidade de caráter, mente e vida com Cristo.

 

[3]          ORDEM POSITIVA  — TRANSFORMAR-SE

a.      Transformar: metamorphoo (grego) ou metamorfose; transfigurar; transformação de um ser em outro, mudança de posição ou condição; permitir que o Espírito Santo corrija, exorte, mude o modo de pensar, decidir, agir e sentir.

b.      Ocorrências: a palavra metamorphos ocorre em apenas mais 2 lugares no NT:

               i.[Jesus] “foi transfigurado diante deles; o seu rosto resplandecia” (Mt 17.2;Mc 9.2).

             ii.“contemplando... a glória... somos transformados de glória em glória” (2Co 3.18).

c.      Reino de Deus: antes da transfiguração, Jesus disse: “alguns aqui se encontram que... [não] passarão pela morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino” (Mt 16.28); na transfiguração, os discípulos viram a glória de Jesus.

d.      Padrão: o padrão de transformação é a glória de Cristo; na transfiguração, os discípulos viram a glória de Cristo; o Espírito Santo revela Cristo (“remove o céu”) e pela contemplação de Cristo o cristão é transformado de modo crescente.

e.      Quem transforma quem: sem a obra de Cristo e o ministério do Espírito Santo, nenhuma transformação seria possível; o “transformai-vos” é dirigido aos que já nasceram de novo; equivale dizer — “vocês que já foram transformados, vivam a transformação”  ou “permitam que a transformação tome conta de sua vida toda”.

f.        Verbo reflexivo: transformar o que/quem? a si mesmo; a transformação da mente e do caráter que se manifesta em transformação de conduta; é a transformação que exclui a conformação com o mundo e vice-versa.

 

[4]          ORDEM POSITIVA  — RENOVAÇÃO DA MENTE

a.      Transformar X renovar: “transformai-vos pela renovação”

               i. a renovação da mente é o meio para a transformação do novo homem.

             ii. a transformação do novo homem é resultado da renovação da mente.

b.      Renovação: anakainosis (substantivo grego); idéia de melhora qualitativa, contínua mudança para melhor; usado apenas em Rm 12.2 e Tt 3.5 — “ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo”;

               i.verbo é usado em 2Co 4.16 — “homem interior se renova de dia em dia “ —  e em Cl 3.10 — “do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento”.

             ii.Novo ser: “dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo” (Ez 36:26; 11:19; Rm 7.6); “se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2Co 5.17; Gl 6.15; Ef 1.18. 

           iii.Ser novo: “e vos renoveis no espírito do vosso entendimento e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus em justiça e retidão...” (Ef 4.22-24; Cl 3.9,10).

            iv.“Tendo purificado a vossa alma pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente” (1 Pe 1.22-23).

 

[5]          ORDEM POSITIVA  — METANOIA (ARREPENDIMENTO)

a.      Arrependimento: metanous (grego), quer dizer mudança de mente (nous, grego).

b.      Mente:

               i.grego: nous, capacidade intelectual de perceber e compreender, como também de sentir julgar e determinar (Sl 32.9 e 1Co 14.20);

             ii.sentido estrito: capacidade espiritual  de perceber coisas espirituais; de reconhecer o que é certo e o que é errado.

           iii.sentido bíblico: homem interior, espírito, pensamento, emoções, decisões;

c.      Renovar a mente: a mente é o centro dos pensamentos e emoções.

               i.“e vos renoveis no espírito de vosso entendimento” (Ef 4.22).

             ii. “mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia” (2 Co 4.16).

           iii.“andemos nós em novidade de vida” (Rm 6.4);

            iv.“novidade de espírito e não na caducidade da letra” (Rm 7.6).

d.      Disposição boa: a maneira de pensar, as inclinações morais devem ser colocadas sob o controle do Espírito de Deus (2 Co 3.18); mente de Cristo (1Co 2.16) mesmo sentimento de Cristo (Fp 2.2-5)

               i.“nisto pensai” (Fp 4.8);

             ii.“pensai nas coisas do alto” (Cl 3.1,2);

           iii.compare com “disposição mental reprovável” (Rm 1.28; Ef 4.17,18). 

 

[6]          ORDEM POSITIVA — RECURSOS PARA RENOVAR A MENTE

a.      Bíblia: entender e praticar (Mc 1.14-15); kerigma e didaké (Rm 10.17; Hb 4.12).

               i.“... recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas. E sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos... Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito.” (Tg 1.21-25)

b.      Espírito Santo: revela a Bíblia, ilumina a mente, dá entendimento e sabedoria; ser cheio do Espírito Santo; andar no Espírito (Atos 1.8; 2.38).

c.      Oração: sem cessar; hábito de falar com Deus (Ef 6.18; Cl 4.2; 1 Ts 5.17).

d.      Corpo de Cristo:

                i.exercício de dons e ministérios na igreja para edificação, exortação e consolo dos santos (Mc 16.17,18; Rm 12.4-8; 1Co 12.27-28).

               ii.Comunhão: Hb 10.25.

e.      Armas: expor o coração à sondagem do Espírito Santo (Sl 139.23,24) e levar todo pensamento cativo à obediência de Cristo (2Co 10.4,5); “cingindo o vosso o entendimento” ou “estejam com a mente preparada” (1Pe 2.13, NVI).

 

[7]          ORDEM POSITIVA — BÊNÇÃOS DE RENOVAR A MENTE

a.      Nova relação com Deus: experiência da plena vontade de Deus (Rm 12.2)

b.      Nova identidade comunitária: “Daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos a Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo” (2Co 5.16,17). “Vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1Pe 2.9).

c.      Nova identidade pessoal: ver a si mesmo como Deus o vê.

               i.“Eu te louvarei, porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem” (Sl 139.14).

             ii.“E se alguém está em Cristo é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2Co 5.16,17)

 

[8]          PARA REFLETIR

a.      O processo de transformar requer mais energia do que o de conformar-se.

b.      Ambos os processos de conformar e transformar referem-se ao ambiente interior do coração/mente e sua manifestação exterior.

c.      Jonh Stott: "Se a degradação dos pagãos é devida à futilidade das suas mentes, a retidão cristã depende da constante renovação da nossa mente".[1]

d.      Ricardo Barbosa: “A vida cristã não é um processo de ajuste aos valores sociais dominantes, mas um caminho que envolve crise e transformação, onde a tensão entre a Palavra de Deus e o mundo, estarão sempre presentes”.[2]


 

[1] Extraído de “Como viver os valores do reino de Deus” disponível no site  www.ipilon.org.br.

[2] ELER, Eldman Francklin, Capelão da Universidade Mackenzie no site www.mackenzie.com.br.