EBD

O Ensino Bíblico Gravuras

CURSO BÍBLICO: RENOVANDO A MENTE

Prof. Eliseu Pereira (eliseugp@yahoo.com.br)

LIÇÃO 8 – RENOVAÇÃO DA MENTE

BATALHAS ESPIRITUAIS (1 Co 10.4-5) 

[1]          INTRODUÇÃO

             a.Transformação:  todo processo de transformação requer poder, energia, perda de algo e ganho de algo; a transformação não é passiva; pelo contrário, envolve conflito, dor, revisão.

             b.Conflito: quem ama o mundo, faz-se inimigo de Deus (Tg 4.4); por outro lado, quem ama a Deus, se faz inimigo do mundo (Jo 17).

             c.Oposição: a transformação/santificação envolve não apenas conflito, mas também oposição — da carne, do mundo e do diabo.

 

[2]          BATALHAS DA MENTE — O CAMPO

             a.Campo: a mente do homem; a carne e o Espírito são opostos entre si (Gl 5.16).

             b.Conceito de mente: quartel-general; governa emoções.

             c.Mente como despensa: Deus criou o homem como ser racional a fim de poder receber sua palavra como um depósito; o homem foi criado por Deus com capacidade para entender a palavra de Deus.

               i.“Dá me entendimento, e guardarei a tua lei” (Sl 119.34, 125, 169).

             ii.“As tuas mãos me fizeram e me afeiçoaram; ensina-me para que aprenda os teus mandamentos” (Sl 119.73).

           iii.“Eterna é a justiça dos teus testemunhos; dá-me a inteligência deles” (Sl 119.144)

            iv.o depósito da palavra de Deus no coração determina as decisões, sentimentos, comportamento e ética  —

1.    “Habite ricamente em vós a palavra de Cristo” (Cl 3.16);

2.    “onde está o teu tesouro, aí também estará o vosso coração” (Mt 6.21);

3.    “a boca fala do que o coração está cheio” (Mt 12.34)..

             d.Mente como cidade murada: as batalhas antigas eram travadas nas portas das cidades para ganhar as torres; o alvo principal era derrubar as portas da cidade.

               i. “e a paz de Deus que excede todo entendimento guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” (Fp 4.7).

             ii.guardar: phroureo (grego) sentido militar de proteger, vigiar; proteger tanto a segurança de quem está dentro como de invasões externas como

 

[3]          BATALHAS DA MENTE — O FOCO

             a.Foco da batalha: é “o conhecimento de Deus” (2Co 10.5b)

             b.Concernente a Satanás:

               i.impedir que o cristão cresça no conhecimento de Deus; destronar Cristo em nosso coração e mente; impedir a formação de Cristo na igreja.

             ii.o objetivo do diabo não é a nossa pessoa necessariamente, mas a manifestação de Cristo em nós; colocar lixo na mente, para impedir que nossas afeições e pensamentos não sejam ganhos para Cristo; 

             c.Concernente a Cristo:

               i.o alvo de Cristo é transformar a sua igreja pelo conhecimento de Deus; manifestar a glória de Deus na igreja (Ef 3.20); mas esta vitória deve ser manifestada em nossa vida;

             ii.o foco de Cristo não é o diabo; que já foi derrotado; Cristo já venceu o diabo (Cl 2.14-15), a obra do Espírito Santo não é derrotar o inimigo, mas formar Cristo em nós e ganhar todo o nosso coração para Deus.

 

[4]          BATALHAS DA MENTE — OS ALVOS

             a.Alvos da batalha: conquistar os pensamentos e submetê-los ao governo de Cristo.

             b.Destruir fortalezas:

               i.Sentido real: remete a figura das cidades antigas; forte; fortificação; castelo; praça fortificada; baluarte.

             ii.Sentido figurado: padrões de pensamento;

             c.Anular sofismas: sofisma é um argumento aparentemente válido, mas não conclusivo; supõe má-fé por parte de quem o apresenta; argumento que parte de premissas verdadeiras e que induzem a conclusão falsa; argumento falso formulado de propósito para induzir outrem a erro; engano, logro, burla, tapeação;  imaginações; especulações; argumentos falsos ; raciocínios falazes; aparência de verdade mas sem conteúdo de verdade; sutil enganoso.

             d.Anular altivez: orgulho, arrogância, presunção; ver “soberba da vida” (1Jo 2.15).

 

[5]          BATALHAS DA MENTE — O INIMIGO ESPIRITUAL

             a.Inimigo: o inimigo é espiritual, porém derrotado; é como um marimbondo sem ferrão; não tem capacidade de causar dano permanente na igreja; o diabo foi despojado na cruz (Cl 2.14-15) e a igreja já foi redimida (Mt 16.17).

               i.sedutor do mundo: usa a aparência do mundo — desejos, pecados, riquezas — para atrair e destruir os homens.

             ii.acusador: “quem intentará acusação contra os eleitos de Deus” (Rm 8.33)

             b.Luta: qual a razão da luta do diabo contra a igreja se ele já está definitivamente derrotado; o alvo da luta é desonrar Cristo em seus santos. 

 

[6]          PARA REFLETIR

             a.Conclusão: Cristo já venceu o diabo; os santos o vencem na luta do dia-a-dia.

             b.Deus não desiste: “Aquele que começou boa obra em nós há de completá-la até o dia de Cristo Jesus” (Fp 1.6); “desenvolvei a vossa salvação” (Fp 2.13).

             c.Deus requer resposta: “hoje se ouvirdes a sua voz não endureçais”.

             d.Segurança: “Tu, Senhor, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti” (Is 26.3). “Ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó” “o justo viverá pela fé” (Rm 1.17; Hb 10.38).