EBD

O Ensino Bíblico Gravuras

 

CURSO BÍBLICO: TEMOR A DEUS E INTIMIDADE

 

Prof. Eliseu Pereira (eliseugp@yahoo.com.br)

LIÇÃO 5 – O TEMOR DO SENHOR  (2ª parte) 

Texto: Portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação” (1Pe 3.15-17)

 

[1]          Introdução

a.      Temer a Deus não é: obediência por medo do castigo de Deus; não é medo irracional, mas sentido de responsabilidade e de fidelidade a Deus.

b.      Temer a Deus é: resultado da redenção que se expressa necessariamente por amor, obediência, adoração e serviço.

c.      Resumo: Reconhecer a Deus como único, amando-O acima de tudo e prestando-Lhe obediência e adoração é o começo e a parte principal de todo saber.

 

[2]          Temor a Deus — nossa parte na aliança

a.      Direitos: reconciliação com Deus; Cristo tomou para Si as obrigações decorrentes da desobediência do homem (morte, Rm 6.23) para nos reconciliar com Deus.

b.      Deveres: o temor do Senhor é nossa parte da aliança; o temor nos mantém no caminho de Deus e nos capacita a obedecê-lo e evitar o mal.

               i.Obediência: atitude essencial do verdadeiro temor a Deus; não temer é rebelião (1Sm 15.22-23); a obediência é fruto direto do novo nascimento (Ez 36.26-27).

             ii.Juízo: “tendo conhecimento de Deus não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças” (Rm 1.21); “não há temor de Deus diante de seus olhos” (3.18).

           iii.Resumo: “De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem” (Ec 12.7).

 

[3]          Temor a Deus — santificação

a.      Aspecto negativo: evitar o mal; confiança viva e vigilante;

               i.     “O temor do Senhor é odiar o mal” (Pv 8.13).

             ii.     “Teme ao Senhor e aparta-te do mal” (Pv 3.7)

           iii.     [Jó] “era... homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal” (1.1,8).

            iv.     Noé: “justo, íntegro entre o povo da sua época; ele andava com Deus” Gn 6.9);

              v.     José: “como pois faria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus?” (Gn 39.9).

            vi.     “o temor do Senhor é a sabedoria... apartar-se do mal é inteligência” (Jó 28.28).

          vii.      “O sábio teme, e desvia-se do mal, mas o tolo se encoleriza, e dá-se por seguro... O temor do Senhor é fonte de vida...” (Pv 14.16,26, 27).

        viii.     “Pelo temor do Senhor os homens se desviam do pecado” (Pv 16.6,17).

            ix.     “O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade” (2Tm 2.19).

              x.     “Aparte-se do mal, e faça o bem” (Sl 34.14;37.17;1Pe 3.11).

b.      Aspecto positivo: amar o bem (Rm 12.9); desenvolver a salvação com temor e tremor (Fp 2.12); aperfeiçoar a santidade no temor do Senhor (2Co 7.1).

               i.     Processo: o temor a Deus é o guia no processo de santidade e contra o pecado.

             ii.     Base: o temor a Deus é a base de uma vida de verdadeira santidade e pureza.

           iii.     Meio: o temor a Deus é o meio para viver a vida cristã exemplar; boa reputação;

            iv.     Caráter: o caráter cristão se manifesta à luz do temor a Deus e permite o desenvolvimento das boas relações humanas (1Pe 2.17-17).

c.      Levar Deus a sério: “...que é que o Senhor requer de ti? Não é que temas o Senhor teu Deus, andes em todos os seus caminhos, e que o ames” (Dt 10-13).

[4]          Temor a Deus — amor e adoração

a.      Amar a Deus: não há conflito entre amar e temer; quem ama a Deus e o teme, obedece à sua Palavra e não precisa ter medo de Deus;

               i.“Se me amais, guardai os meus mandamentos” (Jo 14.15,21,23,24).

b.             Amar o próximo:

               i.“O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece com o necessitado!” (Pv 14.31).

             ii.Sifra e Pua (parteiras egípcias), mesmo diante da ordem de matar todos os meninos judeus, temeram a Deus e não obedeceram o faraó (Ex 1.17).

           iii.Imagem de Deus: quem teme a Deus reconhece que cada ser humano foi criado à imagem e semelhança de Deus e por isso é digno de amor e respeito.

c.      Adoração é: cultuar; atribuir honra e glória a alguém de valor supremo; é a veneração ou devoção expressa ao Deus Trino em público ou pessoalmente.

               i.“... os verdadeiros adoradores o adorarão em espírito e em verdade... Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade” (Jo 4.23-24).

 

[5]          Temor a Deus — serviço

a.      Servir com fervor:

               i.     “Agora pois, temei ao Senhor, e servi-lo com integridade e com fidelidade; deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais... e servi ao Senhor!”. (Js 24.14).

             ii.     “Portanto, já que estamos recebendo um Reino inabalável, sejamos agradecidos e, assim adoremos (sirvamos) a Deus de modo aceitável, com reverência e temor, pois nosso ‘Deus é fogo consumidor’” (Hb 12.28-29).

b.             Dar bom testemunho: nos negócios (Sl 112.5), no trabalho (Cl 3.22) e nos relacionamentos familiares (Cl 3.20).

 

[6]          Conclusão

a.      Aprendizado: o temor a Deus deve ser ensinado (Sl 34.11; Dt 14.23;17.19;31.13).

               i.“Vinde, meninos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor” (Sl 34.11,14).

b.      Fundamento: conhecimento de Deus (quem Ele é) e de mim (quem eu sou); 

c.             O temor do Senhor não exclui a felicidade:

               i.“Seja feliz o seu coração nos dias da sua juventude.” (Ec 11,9).

             ii.“Seus descendentes serão poderosos na terra e serão uma geração abençoada de homens íntegros... “O justo jamais será abalado... não temerá más notícias; seu coração está firme, confiante no Senhor” (Sl 112.2,6-8).

d.             “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria e o conhecimento do Santo é entendimento” (Pv 9.10).

 

[7]          Outros textos para pesquisa e meditação:

a.      "O temor do Senhor prolonga a vida, mas a vida do ímpio é abreviada" (Pv 10.27).

b.      “Homem que teme ao Senhor, Ele o ensinará no caminho“ (Sl 25:12).

c.      “Quão grande é a Tua bondade... para os que Te temem“ (Sl 31:19).

d.      “Não têm falta alguma aqueles que O temem“ (Sl 34:9).

e.      “O Senhor se compadece daqueles que O temem“ (Sl 103:13).

f.        “O Senhor agrada-Se dos que O temem“ (Sl 147:11).

g.      “Para vós que temeis o Meu nome nascerá o Sol da justiça e cura trará debaixo das Suas asas“ (Ml 4:2.

h.      “A sua misericórdia é... sobre os que O temem“ (Lc 1:50 ).

i.        “Lhe é agradável aquele que... O teme“ (At 10:35).

j.         “(Dá) o galardão aos teus servos e aos que temem o Teu nome“ (Ap 11:18).

________________

Fontes principais:  (1) MOURA Roseli. “Andando no Temor do Senhor”, fev/2005, disponível no site www.unidaipb.com.br. (2) “Clube da Luz, Manual da palavra, disponível no site www.clubedaluz.com.br . (3) FRIESEN, Arnold, Como é feliz o homem que teme ao Senhor. disponível no site www.cobim.org.br.