EBD

O Ensino Bíblico Gravuras

 

CURSO BÍBLICO: TEMOR A DEUS E INTIMIDADE

 

Prof. Eliseu Pereira (eliseugp@yahoo.com.br)

LIÇÃO 6 – INTIMIDADE COM DEUS

 (1ª parte) 

Texto: A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança” (Salmos 25.14).

 

[1]          Introdução

a.      Expectativas: o que queremos da vida cristã? O que pretendemos alcançar? Quais são as motivações religiosas? Quais são as decepções e frustrações?

b.      Expectativas egocêntricas: prazer, saúde, prosperidade — isenção de problemas.

               i.Frustrações: geram amargura, frieza, incredulidade.

             ii.Razões de tristeza: incredulidade ansiosa, vontade forte, ego não-mortificado.

c.      Expectativas bíblicas: desarraigar-nos da confiança na carne e plantar-nos em Cristo; “mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele” (1Co 6.17); “para que eles sejam um, como nós o somos” (Jo 17.22b).

d.      Ilustração pai/filho: as crianças sentem o amor do pai por meio de presentes (coisas do pai) — “o que trouxe para mim?” — mas os filhos maduros sentem o amor do pai pela presença (a pessoa do pai) — “que bom que está aqui comigo”.

e.      Aferição de expectativas: Deus quer e vai nos livrar do pecado, transformar-nos completamente à sua imagem, usando para tal a Palavra e as circunstâncias. 

 

[2]          Intimidade — conceitos

a.      Intimidade: do lat. intimus, mais profundo; mais interior; completamente interior; superlativo de interus 'de dentro, do interior'. recôndito; mais íntimo; âmago.

b.      Coração:  parte mais central ou mais profunda de algo; âmago; parte mais íntima de um ser; berço dos sentimentos, das emoções, do afeto, do ânimo, da coragem.

c.      Sentido bíblico: sede das emoções, da razão, do caráter; associado à mente (204 vezes), à vontade (195), às emoções (166), ser interior, personalidade (257)[1].

               i.Exemplos:“homem interior do coração” (1Pe 3.4); “ambos, o íntimo pensamento de cada um deles, e o coração, são profundos” (Sl 64.6); “íntimo” (Pv 4.21).

             ii.Sede interior: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4.23); guardar a si mesmo pela Palavra.

           iii.Amor: “Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração...” (Dt 6.5); “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” (Sl 119.11);

            iv.Pensamentos: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos” (Sl 139.23;140.2).

d.      Sinônimos bíblicos:

               i.Entranhas: Gn 43.30; 1Rs 3.26; Sl 5.9; 22.14; 62.4; Lm 1.20; 2.11; 1Jo 3.17.

             ii.Rins: Jó 17.29; Sl 7.9; 26.2; Pv 23.16; Jr 11.20; 17.10; 20.12; Ap 2.23.

           iii.Interior: Sl 49.11; Pv 20.27; Is 16.11;19.3; Jr 31.33; Mt 23.25s; Lc 11.39; Rm 2.29.

            iv.Homem interior: Rm 7.22; 2Co 4.16; Ef 3.16; 1Pe 3.4.

 

[3]          Intimidade — natureza do coração

a.      Separação: o pecado separou o homem de Deus, do próximo e de si mesmo;

               i.“Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos esses males vêm de dentro e contaminam o homem” (Mc 7.21-23; Mt 15.19).

             ii.“Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.... Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” (Jr 17.5,6,9) compare com Hb 4.12.

b.      Restauração: reconciliação integral do ser — relacionamento com Deus, com o próximo e consigo mesmo; bem-estar íntimo.

               i.“onde abundou o pecado, superabundou a graça” (Rm 5.20) — se o pecado afetou todo o ser do homem, então a restauração deve atingir todo o ser humano. 

             ii.“Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne; para que andem nos meus estatutos” (Ez 11.19-20; ver também 18.31;36.26;Jr 24.7;29.13;31.33; Hb 8.10).

 

[4]          Intimidade — reflexões importantes

a.      Exterior/Interior: Deus sempre levou em conta o coração; obediência de coração;

               i.“circuncidai... o vosso coração” (Dt 10.16; 30.6,10; Jr 4.4;Ez 44.7,9; Rm 2.29);

             ii.“porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração” (1Sm 16.7).

           iii.“serve-o com um coração perfeito e com uma alma voluntária; porque esquadrinha o SENHOR todos os corações, e entende todas as imaginações dos pensamentos; se o buscares, será achado de ti” (1Cr 28.9; 2Cr 16.9).

            iv.“sois a carta de Cristo... escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração” (2Co 3.3).

b.      Tabernáculo/Templo: figuras típicas da presença de Deus entre os homens; o propósito de Deus é a união com seu povo.

               i.“A glória desta última casa será maior do que a da primeira” (Ag 2.9).

             ii.“e o verbo se fez carne e habitou [tabernaculou] entre nós (Jo 1.14).

           iii.“sois o templo de Deus...” (1Co 3.16,17;6.19); edifício (Ef 2.21); casa (1T 3.15).

            iv.“[Espírito Santo] habita convosco e estará em vós” (Jo 14.17)

 

[5]          Para debater

a.      Eugene Peterson: [2]

               i.“Se intimidade significa ser aberto, honesto e autêntico, não usar máscaras, ou não precisar ser defensivo e negar quem eu sou, isso é maravilhoso.”

             ii.“Mas na nossa cultura, a intimidade tem conotações sexuais, uma espécie de completude. Então eu quero intimidade porque eu quero mais da vida.”

           iii.Raramente as pessoas pensam em sacrifício, em dar, em ser vulnerável. Isso são duas maneiras diferentes de ser íntimo.”

           iv.“E no nosso vocabulário estadunidense, a intimidade geralmente está relacionada a conseguir alguma coisa do outro. Isso estraga tudo.” 

 

[6]          Para pensar

a.      Dá-me, filho meu, o teu coração (Pv 23.26).

b.      “onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mt 6.21)


[1] Henrique, Carlos Alberto. Artigo “Guarda o Teu Coração” disponível no site http://www4.mackenzie.br/6747.html.

[2] Entrevista com Eugene Peterson, Espiritualidade com todas as motivações erradas, no site   http://www.abuvicosa.com.br/exibir.php?cod=3&edit=art.